sábado, 5 de dezembro de 2009

meu corpo tem pulsado.
pulsando forte talvez não pelo correto
mas infelizmente pulsa.
me utilizo dessa pulsação para
realizar o que faço de melhor,
o que tento fazer de melhor,
o que procuro fazer melhor,
me utilizo dela para realizar a única
intensão pela qual talvez ainda me faça respirar
talvez pela única razão que meu sangue percorre
o fluxo descontínuo do meu ser
talvez pelo que é o único amor que existe
e que me satisfaz.
eu danço. é isso que tento sempre fazer de melhor
e ser melhor cada pirueta fora do eixo,
a cada grand jetè que não desliza no ar
a cada tandù mal impulsionado
a cada respiração cansada de horas a ensaiar.
mas ao menos eu tento.
melhor tentar e morrer nas tentativas
do que se extinguir corrompido por suas frustrações,
afinal quem dança transcende e na transcendência
'o corpo do bailarino é simplesmente a manifestação iluminada de sua alma'*.

por ricardo montalvão

* Citação de Isadora Duncan (pré-cursora da dança moderna no mundo)

2 comentários:

Fátima Lima disse...

Forte e pulsante.. É como se o visse dançando...

Leandra disse...

Vc escreve coisas tão profundas, que tocam bem lá no íntimo de nossa alma...Estou encantada.