sexta-feira, 4 de junho de 2010

anatomia muscular
não sai de mim
intrínseca ao meu ser
reclama do mal posicionamento
do mal funcionamento
em meio a uma crise de lombar
e o infra-espinhoso direito dolorido
me faz raciocinar
como andam minhas tensões
meus receios
meus medos
meus pavores

e em meio aos
vasto medial, intermédio e lateral
me vem a pergunta intrigante
de que o que me rege
é uma medialidade lírica
uma lateralidade social
ou uma conjunção lírica-social
entre o ser, o estar e o fazer,
entre conceitos, preceitos, prÉ-conceitos
erros, acertos, poderes, disputas, fracassos
sucessos, indagações, inquietações
sugestões, sublimações ou realizações?

segundo sheakespeare eis a interrogação
"ser ou não ser, eis a questão?"
e assim continua então
de ser, estar ou não.

3 comentários:

Fátima Lima disse...

Que bom que você voltou a rabiscar escritos.. Semprei gostei de suas palavras...

Felipe disse...

Cada sentimento, cada tensão, cada preocupação pode causar algum tipo de lesão muscular. Isso é comprovado cientificamente. Isso ficou bem nítido nesse texto, bem. É bom relacionar o sentimental com o físico. Há quem diga que é a mesma relação feita com a razão e a emoção, os dois são opostos, mas um não se movimenta sem o outro. <3

Leandra disse...

Rick, adorei seu blog, de verdade. Gostei mesmo. Eu queria fazer algo desse tipo, mas acredito que não tenho muita criatividade assim e nem escrevo tão bem, hehe....Mas vou sempre passar por aqui pra ver suas atualizações, desculpa a demora...Beijão.